FAQ sobre Perícias e Peritos judiciais

24, dezembro, 2011

Livro Manual de Perícias - para quem deseja ser perito judicialComo é o mercado de trabalho dos peritos judiciais?

1. Quais profissões têm maior volume de serviço como perito judicial?

O mercado profissional de perito judicial é maior para administradores, contadores, economistas, engenheiros civis, arquitetos, médicos e agrônomos. Apenas profissionais com curso superior podem ser peritos judiciais.

O número de perícias existente para outros cursos superiores pode ser pequeno, vai depender do tamanho do cidade. O interessado deve pesquisar, junto ao foro e aos advogados, se a sua área é promissora onde reside e arredores.

2. Onde podemos ser perito judicial?

Podemos ser peritos judiciais na Justiça Estadual, Federal e do Trabalho. As rotinas e os serviços do perito da Justiça Estadual e Federal são idênticas, portanto o mesmo profissional pode trabalhar nas duas justiças.

A Justiça do trabalho tem uma enorme quantidade de perícias de cálculos financeiros que são realizadas por administradores, contadores e economistas. As perícias de segurança e medicina do trabalho são realizadas por engenheiros, arquitetos, agrônomos e médicos.

Qual é o serviço?

3. Qual o serviço do perito judicial?

O trabalho se resume em realizar um laudo que será prova dentro do processo onde o profissional foi nomeado.

4. Qual é o prazo para entrega do serviço?

Os horários de trabalho e prazo de entrega de laudos são flexíveis, o perito judicial é, praticamente, quem determina.

5. Para quem o perito judicial presta serviço?

O perito judicial presta serviço para a Justiça, faz laudos que farão parte de processos judiciais.

6. Quais são os horários de trabalho?

De modo geral, o perito judicial não tem horário de trabalho e hora determinada para realizá-lo.

7. Qual é o local de trabalho?

O local de trabalho do perito judicial pode ser qualquer um, inclusive sua casa.

Como ser Perito Judicial - CLIQUE AQUI

Como ser Perito Judicial?

8. É necessário fazer concurso para ser perito judicial?

Não é necessário concurso para ser perito judicial, a atividade é semelhante a de um profissional liberal.

9. Quais são as exigências para o cargo?

As principais exigências são: honestidade e um trabalho de boa qualidade. Saber da rotina e burocracia forense é essencial para não atrapalhar o andamento do processo, o juiz e as partes. Perito judicial que não conhece a burocracia tem grandes possibilidades de não alcançar o sucesso e de não permanecer na atividade. Nosso site oferece 04 opções para o interessado em ser perito adquirir os conhecimentos: o livro Manual de Perícias, dois cursos presenciais e um curso a distância. Qualquer uma destas opções é o suficiente para o profissional ter o domínio necessário da atividade.

Curso Perícia Judicial Online - peritos judiciais10. É necessário pertencer a uma entidade de peritos ou ter curso para ser perito judicial?

Para ser perito judicial, não é necessário pertencer a algum conselho de peritos judiciais, municipal, estadual ou nacional, a algum instituto de peritos judiciais ou a qualquer outra agremiação. Deve ficar claro que todas essas agremiações são associações de pessoas que se reúnem buscando interesses diversos, sem caráter oficial, embora possa o nome da entidade parecer oficial. A nomeação de perito não segue qualquer lista de profissionais que pertençam a um conselho de peritos judiciais, a um instituto de peritos judiciais ou a uma associação. Tampouco é necessário realizar curso para ser perito judicial. Basta apenas o curso superior na área em que ocorrer a perícia.

Quem pode ser perito judicial?

11. Quem pode ser perito judicial?

Pode ser funcionário público ou de empresa privada, profissional liberal, pequeno empresário, professor, aposentado ou recém-formado.

12. Recém-formados podem ser peritos judiciais?

Exato, o próprio autor do livro Manual de Perícias e ministrante dos cursos deste site, Rui Juliano, começou a ser nomeado sem ter prática em sua profissão, caso também de inúmeros outros profissionais.

13. Sou profissional liberal, que vantagem tenho em ser perito judicial?

O profissional liberal que é perito judicial é mais respeitado na sua localidade, ele presta serviços para a Justiça justamente porque é uma pessoa honrada. A condição de ser perito judicial incentiva a comunidade a procurá-lo para realizar trabalhos fora da Justiça. Além disso, realizar perícias aumenta o leque de serviços que já presta como profissional liberal.

14. Técnico de segundo grau pode ser perito?

Não, o técnico não pode ser perito judicial, mesmo que o profissional seja registrado em conselho regional de sua categoria. A exigência é segundo o Código de Processo Civil que diz que o perito deve possuir curso superior.

Livro Manual de Perícias - peritos judicaisLivro Manual de Perícias

15. Só o livro é suficiente buscar este mercado?

Sim, só o livro Manual de Perícias é suficiente para fornecer conhecimentos a fim do profissional interessado procurar o mercado. Há no livro Manual de Perícias modelos de laudos e petições que podem ser seguidos quanto à forma, além de mostrar as rotinas do perito..

16. É necessário curso ou basta o livro Manual de Perícias?

A leitura do livro Manual de Perícias é suficiente para adquirir os conhecimentos indispensáveis, somado a realização de um curso, levam o profissional a dominar com profundidade o conjunto de atividades da área.

17. O livro Manual de Perícias é vendido em livrarias?

Somente o nosso site comercializa o livro Manual de Perícias. Como o proprietário do site é o autor do livro desejamos ter um contato bem estreito com os interessados em ser perito judicial ou assistente técnico das partes, entendemos que com esta maneira de disponibilização do livro Manual de Perícias estamos bem mais perto do consumidor final.

18. Quero ver o conteúdo do livro Manual de Perícias?

Para acessar o Sumário do livro Manual de Perícias CLIQUE AQUI

19. O Manual de Perícias trata de questões técnicas de minha profissão?

O livro Manual de Perícias não entra em detalhes técnicos de cada profissão, trata apenas da prática e burocracia forense, de como trabalha o perito judicial, tem modelos de laudos e petições, e mostra como acessar o mercado de perícias. Todavia tem conhecimentos de avaliações de imóveis e de perícia judicial ambiental.

Tenho dúvidas sobre o curso a distância

20. O curso Online é inteiramente a distância?

O curso Perícia Judicial Online é totalmente a distância, é realizado inteiramente pela Internet durante 2 semanas. Não há horários obrigatórios para cumprir.

21. O que é melhor, curso presencial ou a distância?

Se o aluno se dedicar no nosso curso Perícia Judicial Online, poderá ter um aprendizado bem melhor que um curso presencial. Para o aluno que se dedicar, nosso sistema é excelente, incomum.

22. O curso a distância fornece certificado?

Sim, o curso Perícia Judicial Online fornece Certificado de Participação.

Curso Perícia Judicial Ambiental - peritos judiciais23. O site oferece curso a distância na área ambiental?

Não temos curso a distância na área ambiental e também não temos ainda uma previsão de tê-lo. Para os profissionais que são da área ambiental, sugerimos o curso Perícia Judicial Online.

Quanto ganha o Perito Judicial?

24. Quanto ganha o perito judicial?

Os peritos judiciais não tem salários, recebem honorários profissionais por cada laudo que realizam. Os honorários variam de acordo com o valor que está sendo discutido, caracteríticas do processo e número de horas trabalhadas.

25. Quanto tempo leva para o perito judicial receber os honorários?

Devido a natureza da função, o perito recebe os honorários com uma determinada demora, assim, como também, o rítimo das nomeações no início pode ser lento. É aconselhável o profissional ter um rendimento que lhe dê sustento no início da atividade ou prestar outros serviços fora da Justiça.

26. O perito só recebe honorários no final do processo?

É errado dizer que o perito só recebe honorários no final do processo. O perito recebe seus honorários após a entrega do seu laudo. A maioria dos juízes determinam que a totalidade dos honorários sejam depositados antes do perito começar a trabalhar.

27. O livro ou os cursos são suficientes para saber receber honorários?

A leitura do livro Manual de Perícias ou participação em um de nossos cursos são suficientes para o perito aprender satisfatoriamente como receber seus honorários. A burocracia é complexa e muitos peritos judiciais que não sabem com executá-la acabam por desistir da atividade. Ensinamos toda esta rotina, inclusive fornecemos informações de como pedir adiantamento de honorários.

Rotina e burocracia e acesso ao mercado profissional de perito judicial

28. Que tipo de rotina forense se envolve o perito judicial?

O perito só se comunica no processo através de petições escritas, realiza laudos, retira e entrega processos, recebe intimações, faz pedidos de adiantamento de honorários, reúne-se com assistentes técnicos, dirige-se constantemente aos cartórios das varas cíveis, etc.

29. Como é a burocracia que se envolve o perito judicial?

O laudo é o produto final do trabalho dos peritos judiciais. O laudo é colocado dentro do processo e funcionará como uma prova, porém existe todo um trâmite burocrático, que chamamos de burocracia e rotina forense, a ser seguido pelo perito até a apresentação do laudo. É necessário ter o conhecimento da burocracia com detalhes para obter sucesso profissional.

30. Posso buscar a primeira perícia sem conhecimento da área?

É fundamental mostrar conhecimento sobre a burocracia e a rotina forense em que se envolve o perito judicial, outros detalhes e informações, já nos primeiros contatos. O profissional deve mostrar que conhece a atividade nestes encontros diretos. A burocracia e a rotina forense são detalhadas no livro Manual de Perícias, cursos presenciais e curso Perícia Judicial Online (inteiramente pela Internet) que oferecemos neste site.

31. O livro Manual de Perícias é suficiente para buscar o mercado?

Sim, há, também, no livro Manual de Perícias modelos de laudos e petições que podem ser seguidos a risca, dicas e todas as informações para o perito ser bem sucedido a partir do início da carreira. O livro Manual de Perícias é completíssimo e é a base do curso Perícia Judicial Ambiental (específico para a área ambiental), curso Perícias Judiciais (para todas as profissões, em especial para administradores, contadores, economistas, engenheiros, arquitetos, agrônomos e médicos) e base para o curso Perícia Judicial Online (curso a distância, inteiramente pela Internet, também para todas as profissões).

32. O que é melhor: adquirir o livro ou realizar um curso?

Previamente é importante se considerar que os cursos e o material bibliográfico atualmente encontrados no país não possuem a objetividade e a totalidade de informações e conteúdo necessários aos profissionais que desejam entrar na atividade e ser bem sucedido durante todo o tempo. Todavia, a leitura do conteúdo do livro Manual de Perícias substitui a frequência de qualquer curso, presencial ou a distância.

Suporte Técnico Grátis - perito judicialComo é o Suporte Técnico que o site oferece pata o futuro perito judicial?

33. O que o Suporte Técnico Grátis oferece para o futuro perito judicial?

Para aqueles que adquirirem o livro Manual de Perícias ou realizarem qualquer um de nossos cursos é oferecido Suporte Técnico por 6 meses ou 01 ano caso o Suporte não for utilizado nos primeiros 6 meses.

34. O Suporte Técnico Grátis vale para questões técnicas?

Não, o Suporte Técnico para os cursos e livro Manual de Perícias é válido apenas para assuntos de rotina e burocracia forense, não entrado em questões técnico-científicas. Do contrário, necessitaríamos de uma equipe de tamanho descomunal para atendermos todas as áreas científicas.

Cupom Desconto - peritos judiciaisDesconto na compra de livro ou cursos

35. Tenho desconto na inscrição do curso se eu tiver o livro Manual de Perícias?

Sim, quem possui o livro Manual de Perícias tem 10% de desconto em nossos cursos.

36. Tenho desconto na compra do livro Manual de Perícias eu já paguei um dos cursos?

Sim, quem já pagou a inscrição de um de nossos cursos tem desconto de 10% na compra do livro Manual de Perícias.

Profisssional sem qualquer experiência em perícias pode ser perito judicial

37. Tem que ter experiência em perícias para ser nomeado perito?

Não, o profissional não precisa ter qualquer experiência em perícias judiciais.

38. Onde conseguimos estágio com um perito experiente?

É difícil se encontrar um perito que ofereça estágio a um iniciante, pois muitos tem receio de concorrência. A leitura do livro Manual de Perícias ou realização de um de nossos cursos é suficiente para o domínio da matéria.

Eu sendo perito judicial, o que faço se não dominar o assunto técnico da perícia?

39. O que faço se não dominar o assunto da perícia?

Quando não dominamos o assunto técnico referente ao nosso curso superior na perícia, podemos contratar um consultor a fim de nos esclarecer.

Como ser perito judicial?

40. Como ser perito?

O perito judicial é nomeado pelo juiz. É importante o profissional ter conhecimentos sobre perícias judiciais antes de fazer os contatos e o que dizer neles. Estes conhecimentos estão no livro Manual de Perícias, no curso Perícia Judicial Online (presencial, para todas as profissões), no curso Perícias Judiciais (presencial, para todas as profissões) e no curso Perícia Judicial Ambiental (presencial, específico para a área ambiental).

02 Perguntas a Rui Juliano

41. Como você chegou ao mercado profissional?

RUI JULIANO: Estudei durante um ano a matéria antes de pedir a primeira nomeação. Mesmo assim tive dificuldades pela falta de conhecimentos, que acabei superando na base do “vamos ver como o que acontece”, ou “vamos na raça”. Se eu tivesse um livro do tipo Manual de Perícias na mão ou um curso com o mesmo conteúdo teria enfrentado o mercado mais rápido e com mais segurança, desempenharia melhor a função, receberia os honorários mais rapidamente, entre outras vantagens.

42. Qual o seu objetivo com a estrutura de instrução que dispõe?

RUI JULIANO: Durante 15 anos fui muito feliz sendo perito judicial, em 1997 tinha chegado a hora de retribuir, a idéia era e é me dedicar a ajudar a passar de um estado para outro de interesse maioria. O objetivo do livro Manual de Perícias e de nossos cursos é o de dar conhecimento ao profissional que deseja entrar na área. Os bons peritos judiciais são nomeados indefinidamente – os juízes não querem ser responsáveis por nomeação de peritos judiciais que não correspondam às expectativas. O mercado é enorme e esta aí.

Se você não domina cálculos, essa é a solução - CLIQUE AQUI

O que é necessário para ser perito judicial na Justiça do Trabalho?

43. Quem faz perícias de insalubridade e periculosidade na JT?

A atividade do perito da Justiça do Trabalho é idêntica a do perito da Justiça Estadual e Federal. Porém, para fazer perícias de insalubridade e periculosidade na Justiça do Trabalho é necessário ser engenheiro, arquiteto ou médico e ter curso de especialização (pós-graduação) em engenharia de segurança ou medicina do trabalho.

44. Quem faz perícias de cálculos trabalhistas na JT?

Para ser perito judicial na Justiça do Trabalho, fazendo de cálculos trabalhistas é necessário ser administrador de empresas, contador ou economista. Estes profissionais não necessitam de NENHUM curso de especialização ou pós-graduação, bastando apenas seu curso superior.

Dúvidas sobre perito judicial ambiental

45. Por que o consultor ambiental deve fazer o nosso curso?

O consultor ambiental é treinado para tudo que é referente ao projeto e licenciamento da obra, o que acontece depois do acidente ambiental ou dano ambiental, no Inquérito Civil e Ação Cível Pública, ele possivelmente desconhece. O consultor ambiental corre o risco de a qualquer momento entrar em seu escritório um cliente envolvido em um dano ambiental e perguntar: E agora o que vai acontecer daqui para frente, quanto à área técnica, na Justiça ou no Inquérito Civil? Nosso curso Perícia Judicial Ambiental detalha todo o envolvimento técnico após o dano ambiental.

46. Como é o mercado atual na área ambiental?

A perícia judicial ambiental tem crescido muito nestes últimos anos. Os ministérios públicos estaduais e Federal estão cada vez mais se aparelhando com técnicos da área ambiental, as exigências legais ambientais aumentam gradativamente, os órgãos públicos ambientais são cada vez mais exigentes, as “ongs” ambientais aumentam em número e se profissionalizam, em função de recursos advindos de diversas áreas, tudo isso faz o mercado profissional do setor prosperar.

47. Interessa ao engenheiro e ao arquiteto o curso Perícia Ambiental?

O engenheiro e arquiteto naturalmente tem áreas ligadas ao meio ambiente, podendo realizar perícias neste sentido.

48. Não domino a área ambiental, o curso interessa para mim?

O curso Perícia Judicial Ambiental é interessante para aqueles que possuem curso superior que permite realizar perícias nesta área. O curso Perícia Judicial Ambiental tem 02 módulos. O primeiro trata do aspecto da burocracia em que se envolve os peritos judiciais e os assistentes técnicos. O segundo módulo trata de meio ambiente, onde são fornecidos diversos conhecimentos sobre meio ambiente.

49. O curso Perícia Judicial Ambiental abrange trabalhos extrajudiciais?

Neste curso fazemos algumas citações sobre o mercado extrajudicial, principalmente os relatórios que são exigidos pelos órgãos de fiscalização.

50. Quero ser perito judicial, o que faço, não tenho condições de realizar um curso presencial?

Se o profissional já possui os conhecimentos da área ambiental, pois é biólogo, químico, gestor ambiental, agrônomo, etc, sugerimos o curso Perícia Judicial Online, inteiramente a distância.

51. Quais os pontos altos do curso Perícia Judicial Ambiental?

Ensina a ser perito judicial, aponta como acessar este mercado que, por sua natureza, fica escondido e, principalmente, mostra métodos de valoração de dano ambiental.

Por que o mercado de perito judicial é desconhecido?

52. Por que o mercado de perícias judiciais é pouco conhecido?

Poucas pessoas lêem os laudos periciais, somente as que estão diretamente envolvidas no processo (juízes e advogados). Consequentemente poucas pessoas ficam sabendo quanto o perito ganha e quem são os peritos judiciais da sua cidade. Então, por sua natureza, este campo de trabalho é desconhecido pela maioria.

53. A atividade de perito judicial é ensinada nas faculdades?

Em geral as faculdades e até mesmos alguns cursos de perícias, inclusive de pós-graduação, não informam a totalidade da rotina e burocracia forense em que se envolve o perito e os assistentes técnicos e como acessar este espaço profissional. O livro Manual de Perícias e nossos cursos mostram tudo.

54. Fale mais do por quê de ser um mercado pouco visível?

A atividade de perito judicial é honrada e reverenciada, porém ela é estanque, o trabalho do profissional se limita apenas ao processo em que foi nomeado. Logo, somente o juiz, os advogados e poucos funcionários da Justiça sabem da nomeação. Todavia o mercado é grande em todas as capitais e cidades do interior do país. Existe uma natural rotatividade, os bons continuam a ser nomeados.

O estudante podem fazer nossos cursos e ser perito judicial no futuro?

55. Estudantes podem fazer nossos cursos?

Sim, estudante de curso superior pode realizar o curso Perícia Judicial Ambiental, Perícias Judiciais e Perícia Judicial Online. Fornecemos Certificado de Participação, porém para ser perito é necessário o curso superior completo.

Funcionário público pode ser perito judicial?

56. Funcionário público pode ser perito?

O funcionário público pode ser perito. Entretanto pode não ser recomendável o funcionário público ser perito do processo onde o mesmo órgão está envolvido, porém ainda assim é permitido, desde que este perito não tenha cargo de confiança no órgão público.O embasamento é o Código de Processo Civil e jurisprudência.

O curso possui reconhecimento de órgãos oficiais

57. O curso possui reconhecimento no MEC ou órgãos oficiais?

Nosso curso não é reconhecido pelo MEC ou qualquer órgão oficial. Porém, para ser perito não é necessário curso, concurso, ser cadastrado em entidade de peritos judiciais ou qualquer reconhecimento de entidade oficial, além do curso superior na área da perícia e registro em conselho de classe.

58. É obrigado o profissional se associar, cadastrar ou ser credenciado por uma entidade que reúna a classe de perito judicial?

Não. Basta o profissional ter curso superior na área em que a perícia for realizada.

Tenho dúvidas sobre a realização do curso de perito judicial

59. Assumo algum compromisso ao fazer minha pré-inscrição?

Não, sua pré-inscrição será sem qualquer compromisso. Próximo à data do curso faremos contato, caso haja interesse de sua parte, efetivaremos a inscrição definitiva.

60. O curso agendado vai ser realmente realizado?

É muito difícil um de nossos cursos agendados não se realizar.

61. O curso pode ter as inscrições esgotada?

Sim, em algumas vezes ocorre das inscrições se esgotarem, porém é impossível se prever. É importante o interessado fazer sua pré-inscrição, desta maneira a vaga fica assegurada até bem próximo à data de realização do curso.

62. A minha vaga está assegurada?

Sim, se você fizer sua pré-inscrição.

63. Fiz minha pré-inscrição, quando começarei a pagar o curso?

Próximo à data do curso faremos contato para efetivarmos a inscrição definitiva e informarmos o procedimento de pagamento.

64. Por que não realizam o curso para perito judicial em minha cidade?

Realizamos cursos apenas em capitais ou grandes cidades, pois necessitamos um número mínimo de participantes que em cidades menores pode não acontecer. Não queremos correr o risco de frustar nossos clientes com cursos que não ocorrem.

65. Como posso fazer para que aconteça o curso em meu estado sobre peritos judiciais?

Solicite ao CREA e outros conselhos de classe para que nos procurem e proponham parceria.

66. Como pode ser feito o pagamento a prazo do curso?

O pagamento de qualquer um de nossos cursos poderá ser em até 06 vezes, no cartão de crédito, sem acréscimo; ou em 03 parcelas, também, sem acréscimo, em cheques. Não temos a modalidade de boleto à prazo.

O que é assistente técnico?

67. Que são os assistentes técnicos das partes?

Cada parte do processo (réu e autor) pode nomear um profissional com curso superior da área da perícia para ser assistente técnico dela naquele processo. O assistente técnico é de confiança da parte. Nossos cursos e livro Manual de Perícias não tratam apenas dos peritos judiciais, tratam também dos assistentes técnicos das partes.

68. Mercado de trabalho dos assistentes técnicos?

É excelente, um pouco menor que o dos peritos judicais. Normalmente iniciamos como perito e depois somos contratados para ser assistente técnico em processos onde não somos perito.

69. Posso ser perito judicial no exterior?

O Brasil possui características próprias nas perícias. Não é possível ser perito judicial noutro país, observando as regras locais.

Dúvidas do administrador de empresas

70. Quais perícias realizam os administradores de empresa?

Os administradores podem realizar perícias de cálculos financeiros e trabalhistas, que é o maior campo de perícias na Justiça. Nestas áreas a sua habilitação é idêntica aos dos contadores e economistas, exceto a análise contábil, que é privativa dos contadores. O administrador pode ser também nomeado administrador de empresa falida ou de espólio judicial, além de diversos outros tipos de perícias.

Dúvidas do contador que quer ser

71. Quais perícias realizam os contadores?

Os contadores realizam perícias de cálculos financeiros e trabalhistas, que é o maior campo de perícias na Justiça, além realizar perícias de análise contábil. É a categoria que mais conhece o mercado de perícias e seu potencial.

Dúvidas do economista

72. Quais perícias realizam os economistas?

Os economistas podem realizar perícias de cálculos financeiros e trabalhistas, que é o maior campo de perícias na Justiça. Nestas áreas a sua habilitação é idêntica aos dos contadores e administradores, a exceto análise contábil, que é privativa dos contadores. O economista pode ser também nomeado administrador de empresa falida ou de espólio judicial, além de diversos outros tipos de perícias.

Dúvidas do engenheiro, agrônomo e geógrafo

73. O engenheiro mecânico pode realizar avaliações de imóveis urbanos, o que fazem como peritos judiciais?

Não, o engenheiro mecânico realiza apenas avaliações de máquinas, equipamentos e indústrias. As perícias deste gênero costumam render bons honorários. No mesmo conselho de classe, as avaliações de imóveis urbanos são realizadas por engenheiros e arquitetos.

64. Em quais perícias o agrônomo pode atuar?

O agrônomo realiza perícias de meio ambiente, avaliações rurais e de plantações, demarcações de terras e todas perícias pertinentes a sua área. As avaliações são um excelente campo, quanto a honorários.

65. O geógrafo pode realizar perícias judiciais ambientais?

Sim, os geógrafos podem ser peritos judiciais, porém deve estar registrado no CREA.

66. Tem campo de trabalho para engenheiro eletricista?

O número de perícias para ser realizado pelo engenheiro eletricista não é grande, porém o rendimento de honorários de cada uma pode ser bem elevado e compensar o pequeno número, principalmente as perícias de telecomunicações e eletrificação.

Dúvidas do Tecnólogo

67. Tecnólogos podem ser peritos judiciais?

Sim, pois é curso superior, porém deve possuir registro em conselho de classe da categoria.

Dúvidas do dentista

68. Como é o mercado dos dentistas?

O mercado de perícias judiciais para o profissional da odontologia pode não ser atrativo em pequenas cidades. Normalmente estes profissionais são nomeados peritos judiciais em casos de erro médico-odontológico. Em cidades maiores o mercado poderá ser interessante e justificar o investimento na compra do livro Manual de Perícias e/ou realização de um de nossos cursos.

Dúvidas do fisiterapeuta

69. Os fisioterapeutas podem ser?

Sim, o fisioterapeuta pode ser perito judicial, compra o livro Manual de Perícias e realizar nossos cursos. Sugerimos ao fisioterapeuta interessado o curso Perícia Judicial Online.

70. Onde diz que o Fisioterapeuta pode ser perito judicial?

Segundo a resolução COFFITO 259/03, o fisioterapeuta é o profissional especialista em movimento humano, conhecedor da normalidade e anormalidade da cinesiologia e biomecânica humana, reconhecidamente profissional capaz de atuar na área ocupacional, sendo qualificado e legalmente habilitado para contribuir com suas ações para a prevenção, promoção e restauração da saúde do trabalhador. CASSIA SIQUEIRA CAVALCANTI – FISIOTERAPEUTA DO TRABALHO – MTE – FB 2236-60

71. Quais os tipos de perícias o fisioterapeuta realiza?

Dentre as atribuições do fisioterapeuta, estão: realizar a análise biomecânica da atividade produtiva do trabalhador, considerando as diferentes exigências das tarefas nos seus esforços estáticos e dinâmicos, estabelecer nexo causal para os distúrbios cinesiológicos funcionais e construir parecer técnico especializado em ergonomia. CASSIA SIQUEIRA CAVALCANTI – FISIOTERAPEUTA DO TRABALHO – MTE – FB 2236-60. Portanto os fisioterapeutas podem ser peritos judiciais.

72. O que diz mais o COFFITO?

Segundo a resolução COFFITO 22/06, o fisioterapeuta é competente para elaborar e emitir parecer, atestado ou laudo pericial indicando o grau de capacidade ou incapacidade funcional, com vistas a apontar competências ou incompetências laborais (transitórias ou definitivas), em razão das de demanda judicial. CASSIA SIQUEIRA CAVALCANTI – FISIOTERAPEUTA DO TRABALHO – MTE – FB 2236-60

73. O médico concorre com o fisioterapeuta?

Não, o médico realiza perícia médica e o fisioterapeuta realiza perícia cinesiológica funcional. O fisioterapeuta tem como objeto de estudo o movimento humano em todas as suas formas de expressão e potencialidades, quer nas alterações patológicas, cinético-funcionais, quer nas suas repercussões psíquicas e orgânicas, objetivando a preservar, desenvolver, restaurar a integridade de órgãos, sistemas e funções, desde a elaboração do diagnóstico físico e funcional. CASSIA SIQUEIRA CAVALCANTI – FISIOTERAPEUTA DO TRABALHO – MTE – FB 2236-60.

74. Que tipo de parecer dão os peritos judiciais fisioterapeutas?

O fisioterapeuta é profissional competente para elaborar e emitir laudo pericial, como peritos judiciais, indicando o “grau de capacidade” ou “incapacidade funcional”, com vistas a apontar “competências ou incompetências laborais”, portanto ser perito judicial. Esta é a Perícia Cinesiológica Funcional, que é a perícia realizada por fisioterapeuta. CASSIA SIQUEIRA CAVALCANTI – FISIOTERAPEUTA DO TRABALHO – MTE – FB 2236-60

Dúvidas do corretor de imóveis

75. Quais perícias os corretores de imóveis pode realizar como ?

Segundo o COFECI, o corretor de imóveis realiza perícias de avaliações de imóveis.

76. O que é necessário para o corretor de imóveis realizar avaliações?

Segundo a Resolução COFECI N° 957/2006, o parecer técnico de avaliação mercadológica deve ser assinado por corretor de imóveis com curso superior em gestão imobiliária ou equivalente ou possuidor de certificado de especialista em avaliação imobiliária, com inscrição no Cadastro Nacional de Avaliadores Imobiliários, com certificados de cursos reconhecidos pelo COFECI.

Dúvidas do psicólogo

77. Existem perícias para peritos judiciais psicólogos?

O perito-psicólogo tem a maioria das perícias de sua área realizadas para as varas de família. O volume de perícias para o psicólogo nas varas de família não é grande. O psicólogo interessado em ser perito deve pesquisar junto às varas de família a fim de verificar se há uma demanda que seja convidativa a realizar investimentos. As informações podem ser tomadas junto ao escrivão ou diretor de secretaria da vara de família. Se o resultado for positivo, sugerimos a aquisição do livro Manual de Perícias e/ou realização de um de nossos cursos.

Dúvidas do Assistente social

78. Existem perícias para peritos judiciais assistentes sociais?

O profissional da área de assistência social realiza perícias para as varas de família. Os assistentes sociais interessados em ser peritos judiciais devem perguntar aos escrivões destas varas sobre a quantidade de perícias disponíveis. Se a resposta agradar, sugerimos a aquisição do livro Manual de Perícias e/ou realização de um de nossos cursos.

79. Quais perícias os peritos judiciais que são profissionais de informática realizam?

O profissional com curso superior na área de informática pode ser perito judicial e realizar perícias judiciais em: identificação de componentes faltantes, cópias de software, perdas de arquivos, autenticação bancária, manipulação de imagens digitais, invasão e desativação de sistemas, transferências eletrônicas, avaliação de softwares, segurança física, linguagens de programação, sistemas informatizados, avaliação de equipamentos, conteúdo oculto em disco, bloqueio de dados, propriedade intelectual, entre outros.

Advogado ou bacharel em direito

80. Advogado ou bacharel em direito pode ser perito judicial?

Os peritos judiciais devem ter curso superior na área do objeto da perícia. O mercado de perícias para bacharéis em direito e advogados é pequeno, comparado a engenharia, economia, contabilidade, medicina e administração, pois o perito é chamado a fornecer laudos de assuntos técnicos e científicos que os leigos, juízes e advogados, naturalmente não dominam.

81. Advogados podem fazer o curso Perícia Judicial Ambiental?

Sim, podem. Os dois módulos de nosso curso podem ser aproveitados pelos advogados, pois a perícia é uma prova dentro do processo e saber como o perito e assistentes se comportam nela é interessante aos advogados para uso em seus processos. Advogados que desejam conhecimentos da área ambiental para uso em processos aproveitam muito bem o módulo Perícia Ambiental, onde são, inclusive, apresentados os métodos de valoração de dano ambiental, importantíssimos litigância ambiental. Em todas as edições de nosso curso temos a participação de advogados.

Perícia veicular, de sinistros e criminal

82. Gostaria de informações sobre perícia veicular e de trânsito?

Nosso foco é perícia para peritos judiciais. O perito judicial deve ter curso superior na área do objeto da perícia. No caso de perícia veicular na Justiça, é necessário ser engenheiro mecânico.

83. Como posso realizar perícias para seguradora?

Estas são perícias extrajudiciais, fora da Justiça, este assunto deve ser pesquisado junto à Funenseg e às seguradoras.

84. Quero ser perito criminal?

O perito criminal, chamado também de perito forense, é funcionário da Secretaria de Segurança Pública ou da Polícia Federal. Este profissional é concursado. Para maiores informações consulte este ógãos. Já o perito judicial, que é o nosso foco, deve ter curso superior na área do objeto da perícia.

Links de cursos a distância: Curso a distância – SenaiCurso a distância – Fundação Getúlio VargasAssociação Brasileira de Educação a Distância – Curso a distânciaPortal da empresa Educação – Curso a distânciaiPED – Instituto Politécnico de Ensino a Distância – Curso a distânciaArtigo: O que é Curso a distânciaFaculdade – Curso a distância Secretaria de Educação a Distância – MEC – Curso a distânciaInstituto Denver – Curso a distânciaSite de curso a distânciaWikipedia – Curso a distânciaCurso a distância de informáticaCurso a distância para administradoresCurso a distância Estácio

Compartilhe e aproveite!
 
  • Facebook
  • Twitter
  • Add to favorites
  • LinkedIn
  • Google Bookmarks
  • Orkut
  • RSS
Os comentários estão fechados.